Resenha: Autorretrato Anônimo, Murilo Bazzo

Título do livro: Autorretrato Anônimo
Autor: Murilo Bazzo
Editora: Chiado Editora
Páginas: 276
Gênero: Literatura brasileira, drama, mistério, romance e lgbt
Nota: 

 

Sinopse:

“Sempre quis ser humano e viver uma vida, qualquer uma; desde que fosse inteiramente minha.”

A melhor parte de um clichê é que ele é verdade! Por mais que tentamos fugir, eles sempre estão lá, escondidos nas arestas inacabadas das histórias que conhecemos. Este livro, por outro lado, não se propõe a esconder nada disso. Ao contrário, trata da viagem inóspita para dentro de si mesmo, o verdadeiro “conhece a ti mesmo”, que o personagem Paulo Macedo de dezessete anos realiza, numa tentativa de compreender a série de revelações devastadoras que culminaram com o desmonte da sua pacata vida de adolescente na capital mais quente do Brasil, segundo dizem. Enfrentar o próprio reflexo é uma tarefa árdua, será que você está apto para isto?

“Quando você se relaciona com alguém, estará se relacionando com todo o passado dela.”

“Os homens têm uma vozinha interior, criada especialmente para esconder as fragilidades do gênero.”

“Por que ir a um lugar já explorado por todos? As melhores histórias estão nos locais inabitados.”

Resenha:

Paulo Macedo é um jovem de dezessete anos, que está no último ano do colégio, se preparando para o vestibular, está na fase decisiva de sua vida.

Paulo tem um pai muito severo e machista, na frente do pai ele respeita as opiniões dele, mas dentro dele, ele não acredita que ele pode ter um pai tão ao extremo como o dele. Por isso, eles estão sempre discutindo.

Paulo achava que ele tinha uma família perfeita, porém nesse último ano do colégio tudo começou a mudar.

Ele está passando por um turbilhão de emoções, se conhecendo e conhecendo o mundo a fora.

Ele não aceita que os pais ou os adultos nunca contam para ele o que realmente está acontecendo só por ele ter dezessete anos.

Autorretrato Anônimo é um livro diferente de todos os que eu já li, pois tem romance, feminismo, lgbt e suspense tudo junto.

Paulo tem um pai extremamente machista, mas acaba fazendo amizade com uma menina que é feminista, então ele fica meio dividido entre tudo o que o pai lhe ensinara e não ser desrespeitoso com a amiga.

Mas com ela, ele se sente a vontade para falar sobre tudo o que pensa, porque apesar de eles terem opiniões diferentes, eles se respeitam.

É essa amiga que vai ajudar Paulo a se descobrir, a abrir a mente dele.

E depois disso a história vai ficando cada vez mais envolvente, de você não querer largar mais o livro.

Porém, todo mundo irá se surpreender com o final, tenho certeza que ninguém vai conseguir adivinhar esse final, é realmente chocante e emocionante.

Super recomendo mesmo!!!!

Anúncios

Resenha: Dândis de Selma, Nicolás Irurzun

Título do livro: Dândis de Selma
Autor: Nicolás Irurzun
Editora: Giostri Editora
Páginas: 172
Gênero: Literatura brasileira, comédia
Nota: 

 

 

Sinopse:

Selma nunca gostou de futebol e, na faculdade, tinha desprezo por Norberto. A vida dá volta e, agora, tornou-se treinadora do pior time da região presidido justamente pelo ex-colega. Pra piorar, reencontrou o ex-namorado enraivecido. Nessa trajetória, cruza com Pitanga, adolescente envolvido com o crime e que pretende um lugar na equipe. Perseguido pelo Delegado, o menor busca no esporte o meio para mudar de vida. Cada qual à sua maneira, Selma e Pitanga atravessam situações divertidas para superar erros do passado.

Resenha:

Pra mim, esse livro foi uma grande surpresa, pois não esperava nada do que ele é. Realmente não sabia do que se tratava.

Dândis de Selma, é um livro de comédia, apenas de comédia. Apenas de comédia, acho que nunca tinha lido nada, sempre tem um romancinho junto.

Primeiro vamos começar explicando o que é “dândis” para quem não souber, como eu não sabia.

Dândis, é aquele homem de bom gosto e fantástico senso estético, mas que não necessariamente pertencia à nobreza. O dândi é o cavalheiro perfeito, um homem que escolhe viver a vida de maneira leviana, ou seja, sem seriedade, que não tem consideração com o outro e, superficial.

No começo desse livro pensei ser um livro bem machista, de certa forma é um livro machista, porque a personagem Selma, coitada, por querer ser treinadora de um time de futebol masculino, é super maltratada, até por mulheres.

O único que a tratava bem era por incrível que pareça o seu ex-colega de faculdade, que tanto ela desprezava na época.

Porém, Selma acaba prometendo a si mesma que vai mostrar à todos, de que é capaz de mudar o futuro do pior time da cidade.

É um livro divertido, que fala de futebol e que vai agradar tanto homens quanto mulheres. A gente consegue ler em um dia ou dois dias, pois é um livro pequeno de 172 páginas, pelo menos eu consegui.

Apenas lembrando, três estrelas é considerado BOM.

Essa foi a última resenha do mês de novembro, no próximo mês vou trazer mais novidades de livros pra vocês.

Resenha: Contra Todas as Probabilidades, Renata R. Corrêa

capacontratodasasprobabilidades

 

Título do livro: Contra Todas as Probabilidades
Autora: Renata R. Corrêa
Editora: Independente
Páginas: 243
Ano: 2016
Gênero: Literatura brasileira, romance
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

 

Sinopse:

A vida profissional de Ana, uma jovem e solitária decoradora de interiores, órfã de pai e mãe, estava ótima, já sua vida pessoal andava de mal a pior. Até que um certo dia, após ouvir uma bela canção de amor no rádio, começou a se sentir diferente, quando teve um pressentimento de que sua vida estava prestes a mudar, como se aquela melodia, cantada por uma incrível voz rouca, tivesse tocado seu coração. Ela se apaixona então, platonicamente, pelo músico Marcus, o vocalista da banda que tocava na rádio, e acaba o conhecendo de uma forma inusitada. Depois desse encontro, sua vida nunca mais será a mesma. Contra todas as probabilidades faz referência à improbabilidade da história de amor entre Ana e Marcus, por viverem em realidades diferentes, cidades diferentes, estarem envolvidos em relações diferentes e, mesmo assim, unirem seus corações. É uma história bonita de amor, de dor, de sofrimento, mas principalmente de aprendizado e de recomeços. O livro inspira esperança porque permite ao leitor acreditar que tudo pode melhorar desde que não se desista, mesmo contra todas as probabilidades.

 

Resenha:

Contra Todas as Probabilidades, é o primeiro romance da autora, ele é leve e envolvente, tenho certeza que vai cair no gosto de todo mundo.

Quando comecei a ler já percebi logo de cara em quem a autora tinha se inspirado pra fazer o personagem Marcus, o que me fez gostar mais ainda, porque eu gosto bastante da pessoa que ela se inspirou.

Ana e Marcus tem personalidades muito parecidas, a diferença é que Ana é uma pessoa comum, e Marcus é famoso.

Os capítulos são intercalados entre eles dois, o que ajuda a gente a entender a cabeça de cada um.

Eu gostei tanto da estória, que eu quero tentar fazer com que a inspiração da Renata leia esse livro, porque eles precisam saber que eles estão aqui. Então, essa vai ser a minha missão a partir de agora.

Resenha: O Ladrão de Sonhos, Sidnei Coelho

capaoladraodeseonhos

 

Título do livro: O Ladrão de Sonhos
Autor: Sidnei Coelho
Editora: Chiado
Páginas: 190
Ano: 2016
Gênero: Literatura brasileira, fábula, conto, drama, romance
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

 

“Às vezes as pessoas vivem nas sombras daquelas que nasceram para brilhar, porém, se por um motivo qualquer, o brilho cessar e houver, um momento de escuridão, essas serão as primeiras a partir.”

 

“De tanto tentar, enfim dominou a si mesmo e, dominando-se passou de expectador a autor.”

 

“O poder pode mudar as pessoas e mostrar um lado tão obscuro que desafia qualquer profecia.”

Sinopse: 

Ele nasceu predestinado a fazer coisas grandiosas e de fato sua juventude foi muito promissora. Mas eventos inesperados transformaram o jovem Lincon em um homem sozinho e esquecido. Dezessete anos se passaram, quando ele descobriu o poder sombrio de roubar sonhos, transformando uma cidade inteira em um lugar de trevas e solidão. Só que um encontro inesperado mudou tudo o que ele pensava sobre a vida e essa pessoa se tornou a única esperança de todas as vidas que ele destruiu.

Nota do Autor: O Ladrão de Sonhos aborda os paradigmas da eterna luta do bem contra o mal, desafiando o leitor a entender o que levou o jovem Lincon para longe dos seus objetivos. O rapaz se perdeu e tentou levar consigo o máximo de pessoas possível. Estava decidido a levar as trevas por toda a região e também no mundo inteiro. Contudo, ele não contava com algo que surgiu em seu caminho e, talvez essa seja a única esperança dos sonhos que ele roubou.

“Um lugar sem sonho torna-se frio e vazio.”

 

“Quando você rouba um sonho, você aprisiona também sua alma e a pessoa nunca mais viverá em paz, pois lhe faltará algo importante, faltará o elo. Você não rouba somente um sonho, você rouba a vida.”

 

“Não há mudanças sem esforços e que até mesmo os presentes divinos precisam ser lapidados, pois eles não vêm prontos. Cada um precisa dar o seu toque especial e só assim eles produzirão frutos.”

Resenha:

O Ladrão de Sonhos conta a estória de Lincon Walter, um menino prodígio, que tinha tudo para se dar bem na vida.

Em uma época ele e os amigos estão fazendo um projeto, no qual ele teve a ideia, porém na hora de fechar o que cada um ia ganhar, ele quis ter uma porcentagem maior nos lucros, já que ele teve a ideia. Tudo começa a desandar a partir desse momento.

Ele desiste de tudo e todos, inclusive de sua família, e vai viver nas ruas.

Lincon no tempo que se afastou descobriu que tem um dom, o dom de entrar no sonhos das pessoas e poder roubar esses sonhos. Mas ele só rouba os sonhos de pessoas felizes, porque ele tem inveja delas.

Em um certo dia, ele sonha com uma menina, quando no sonho ele chega perto dela e ela o enxerga e ela até conversa com ele, ele fica cismado com isso, mas tão cismado que ele sai desse sonho sem roubá-lo.

Depois ele volta, mas não consegue roubar do mesmo jeito.

Então, ele decidi procurar pela irmã dele mesmo dezessete anos após ele ter sumido do mapa, já que ela que o alertou que aconteceria uma mudança em sua vida.

A irmã fala para ele dar uma chance a essa menina e tentar ouvir tudo o que ela tem pra falar, porque provavelmente ela está querendo dizer alguma coisa pra ele.

O que ele não imagina é que essa menina pode ser a salvação da vida dele.

Como vocês podem ver, O Ladrão de Sonhos é um livro curto, mas que tem muitos ensinamentos.

E parece que esse livro é o primeiro volume de uma saga, então vamos esperar e ver o que o autor vai preparar pra gente.

 

Resenha: 100 Cartas de uma Saudade, Ricardo Tagliaferro

Título do livro: 100 Cartas de uma Saudade
Autor: Ricardo Tagliaferro
Editora: Autografia
Páginas: 164
Ano: 2015
Gênero: Literatura brasileira, romance, depressão, suicídio
Nota: 

 

 

“Desde criança nós ouvimos que sempre estamos onde queremos estar, mas não é bem assim, pois acredito que estamos onde a vida quer nos colocar.”

 

Sinopse: 

O que aconteceria se teu ar lhe fosse tirado? O que aconteceria se a coisa mais importante da sua vida fosse roubada? O que aconteceria se o amor de sua vida nunca tivesse existido? Um homem destinado a escrever palavras de amor e saudades para alguém que talvez nunca vá ler. Ele simplesmente se vê obrigado a reaprender a viver (…) 100 Cartas de uma Saudade relata a historia de um jovem rapaz que tenta lidar com o frio da serra gaúcha, a falta de imunidade e a pior de todas as saudades: A do amor de sua vida. Um livro que mostra que nem todas as cartas de amor são clichês e quem nem todos que se vão, tem a oportunidade de voltar a tempo.

“Talvez eu seja só mais um romântico idiota e dramático que já desistiu de ser diferente, até ter motivos muito fortes para isso.”

Resenha:

Livro perfeito para o mês de Setembro: Setembro Amarelo – depressão.
A estória é triste, fala sobre Lincoln e Manoella.
Manoella ao se ver indecisa sobre o seu amor por Lincoln, o abandona e inventa uma estória de foi internada em uma clínica por causa da sua depressão. Fez a família e amigos confirmar a estória, e a até a clínica dizendo que ela não queria mais vê-lo, que a causa de ela estar assim era ele mesmo.
Lincoln apesar de não querer ficar longe, entendeu e se afastou.
Para passar o tempo, ele começou a escrever cartas praticamente todo dia para ela, contando sobre o seu dia, e o seu amor por ela.
Todos os amigos de Lincoln e a família, o alertava de que isso era loucura, porque ninguém sabia se ela voltaria mesmo.
Mas ele resolveu esperar do mesmo jeito.
Manoella não é aquela personagem que você fica torcendo para que fique junto com o seu amado não, a contrário, você torce para que fique bem longe. Porque o que ela fez foi de uma crueldade sem tamanho.
Esse foi o meu primeiro contato com o autor, e gostei bastante. A leitura é bem fluída, e pelo livro ser curtinho, terminei em 2 dias.
Vale super a pena!!

Resenha: Apenas Um Olhar, Mila Maia

capaapenasumolhar

 

Título do livro: Apenas Um Olhar
Autora: Mila Maia
Editora: Independente
Páginas: 51
Ano: 2016
Gênero: Literatura brasileira, romance
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

 

Sinopse: 

Desde que o vi, quando tinha dez anos, seus olhos perseguiram seus sonhos.
Após o fim do seu último relacionamento, Maria Luísa resolveu fazer algumas mudanças em sua vida. Sendo ela um imã para desastres, isso obviamente não seria tão fácil. Mas ao notar em seu novo chefe o par de olhos que invadia os seus sonhos, ela se surpreende pela atração inexplicável que surge entre eles.
Carlos Eduardo era um homem reservado e de olhar marcante. Ao conhecer sua nova funcionária, algo lhe parece familiar. Mesmo não se lembrando de onde a conhece, é surreal o modo como eles se sentem um com o outro.
Entregues a esse sentimento repentino, Cadu e Malu descobrem entre eles aquilo que tanto buscavam desde que se viram pela primeira vez.

Para baixar: http://amz.onl/303s3B4

17-09-18-11-44-07-619_deco

Resenha:

“Apenas Um Olhar” é mais um conto da Mila Maia, e conta a estória de Cadu e Malu.
Quando Malu tinha visto 10 anos, ela ia muito a Paraty com seus pais, e toda vez um menino ficava observando ela, e os olhos dele ficaram marcados pra sempre.
E ficaram tão marcados que ela começou a sonhar com esses olhos.
Mas conforme foi crescendo ela foi seguindo a vida dela, chegou a ficar noiva mas descobriu as traições do seu noivo, e terminou.
Com o novo dono da livraria em que ela trabalha começa a trabalhar, sua vida muda de repente, e ela começa a ficar encucada de novo com o olhar dele, achando que o conhece de algum lugar.
Bom, se você quer uma estória leve, então essa é perfeita pra você.
E o que me parece, é que Mila se baseou nas histórias de duas pessoas conhecidas, o que torna essa estória mais especial ainda.
Gosto bastante das estórias da Mila, ela consegue tocar a gente lá no fundo, o que faz a gente se emocionar ou ficar com raiva de algum personagem.
Mais uma estória dela que leva 5 estrelas!

Resenha: Um Doce Reencontro, Mila Maia

capaumdocereencontro

 

 

Título do livro: Um Doce Reencontro
Autora: Mila Maia
Editora: Independente
Páginas: 38
Ano: 2017
Gênero: Romance
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

 

 

 

Sinopse: 

Você desistiria dos seus sonhos por alguém?
Alice sempre soube o que queria e, desde muito nova, lutou por aquilo que desejava. Com isso, precisou abdicar do seu amor para viver seus sonhos.
Anos depois, ela não esperava reencontrar Bernardo, seu grande amor do passado, justamente em um metrô, e as emoções que, por muito tempo estavam adormecidas, foram despertadas.
Dessa vez mais amadurecido, o sentimento floresce e juntos eles descobrem que, muitas vezes, o amor tem sim hora certa para acontecer.

Para baixar esse conto, é só clicar nesse link: http://amz.onl/fSycxvw

17-09-17-17-54-08-791_deco

Resenha:

Um conto fofo que conta a estória de Alice e Bernardo.
Eles namoraram por muito tempo, e Bernardo decidiu pedir Alice em casamento. Mas eles era muito jovens, Bernardo tinha 21 anos, e Alice 17. Alice estava cheia de planos, e casar não era um deles, pelo menos não tão cedo.
Então Alice não aceitou o pedido de casamento de Bernardo, e cada um foi viver sua vida.
Posso dizer que me vi um pouco na Alice, pois tenho 29 anos, vou fazer 30 agora em outubro, e não penso em casar. Pelo menos não agora.
Mas as pessoas sempre perguntam: “E os namorados?”
Sempre levo numa boa, e brinco que está cada vez mais difícil arrumar alguém de verdade. O que não é mentira, não é mesmo?
Por ter me identificado tanto com a Alice, gostei muito da estória, parece que a Mila escreveu pra mim.
A única diferença é que não tenho um Bernardo na minha vida pra fazer isso mudar, e nem realizei alguns sonhos, que eu achei que com 29 já estariam realizados.
Mas fazer o que né, nem tudo é como a gente sonha.

Resenha: Marketing & Amor, Rebecca Romero

marketingeamor

 

Título do livro: Marketing & Amor
Autora: Rebecca Romero
Editora: Independente
Páginas: 234
Ano: 2016
Gênero: Chick-lit, New Adult
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

 

Sinopse: 

Margot O’Hara é uma das empreendedoras mais bem-sucedidas do país e tem sua vida inteiramente como ela sonhou. Vendo mais uma oportunidade, ela aceita a proposta que a família Renard lhe apresenta: uma parceria para que ela ajude a salvar uma agência de relacionamentos que está propensa a falir.
Elijah Renard, por outro lado, está infeliz com seu trabalho. Mas quando passa a conhecer Margot, ele começa a sentir uma chance de reatar seu interesse nos negócios da família.
Seguindo esse caminho de marketing e empreendedorismo, Margot e Elijah iniciam um vínculo que vai além do digital.

Solicite o livro físico com a autora via E-mail: booksrebecca@hotmail.com

17-09-11-20-39-03-680_deco

Resenha:

O livro é uma mistura de chick-lit com new adult, então vai cair no gosto de muita gente.
Ele conta a estória de Margot e Elijah.
Elijah sofre de depressão, porém ele não enxergava isso.
Margot como é uma mulher muito bem sucedida, de opinião forte, acaba ajudando o Elijah a se reerguer.
No livro os capítulos são alternados entre Elijah e Margot, então você consegue entender os dois lados.
Aprendi com a Rebecca que “Blood hell” é “Puta merda” e “Damn it” é “Droga”, já sei que vou usar muitooo isso 😂😂😂
Rebecca me impressou mesmo, não imaginava gostar tanto, conhecia ela como blogueira literária e agora como escritora, posso dizer que ganhou uma fã.
E já estou doida pra ler “Engenharia do Amor”.

Resenha: Uma Nova Chance ao Amor #2, Mila Maia

umanovachanceaoamor

Título do livro: Uma Nova Chance ao Amor #2
Série: Chances
Autora: Mila Maia
Editora: Independente
Páginas: 325
Ano: 2017
ISBN: B073R3LRW3
Gênero: Literatura Brasileira, Drama, Ação e Romance
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

 

Sinopse: 

E a tão esperada sequência de Mais uma chance para o amor chegou na amazon!

É possível se apaixonar por alguém à primeira vista? Liam achava que não, até se ver completamente encantado por um par de olhos claros na boate. Deste então, havia determinado: ela seria dele.

Nina não queria se prender a ninguém, estava desiludida quanto ao amor. Ela havia sofrido demais e desistido de amar. Mas, ao conhecer Liam, viu aquele sentimento, que por muito tempo ficou adormecido, despertar.

Contrariando tudo e a todos, eles resolveram ficar juntos e se entregar ao sentimento que os envolvia, mas quando os empecilhos da vida tentaram separá-los, eles conseguiram ver que nem toda mudança é ruim e que, quando há amor, sempre existe outra chance para recomeçar.

Resenha:

Esse livro conta a história de Liam e Nina, amigos de Mel e Jake (do primeiro volume). O segundo volume da trilogia já conta com mais ação, como brigas por herança, o que deixa a história mais empolgante. Diferente do primeiro que você só chora hahahaha.

Como esse não é bem uma “continuação” do primeiro, então ele se torna diferente outras séries que vimos por aí.

Tem um mistura de gêneros nesse livro, tem um pouco de drama, de ação, de romance. Então, vai agradar muitas pessoas.

Eu consegui imaginar esses dois primeiros livros virando uma série de TV, ou filmes. E ficaria muito feliz se isso acontece. Parabéns à autora por conseguir trazer todas essas emoções ao leitor, porque sei que não é fácil transmitir isso.

Agora vamos ver o que nos aguarda para o terceiro volume da trilogia!!

Resenha: Toda Poesia, Paulo Leminski

todapoesiapauloleminski

Título do livro: Toda Poesia
Autor: Paulo Leminski
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2013
Páginas: 424
ISBN: 9788535922233
Nota: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela

Sinopse: 

Ao conciliar a rigidez da construção formal e o mais genuíno coloquialismo, o autor praticou ao longo de sua vida um jogo de gato e rato com leitores e críticos. Se por um lado tinha pleno conhecimento do que se produzira de melhor na poesia – do Ocidente e do Oriente -, por outro parecia comprazer–se em mostrar um ‘à vontade’ que não raro beirava o improviso, dando um nó na cabeça dos mais conservadores. Pura artimanha de um poeta consciente e dotado das melhores ferramentas para escrever versos. Este volume percorre a trajetória poética completa do autor curitibano, mestre do verso lapidar e da astúcia.

17-08-29-12-18-15-666_deco

Resenha:

Eu estou feliz por esse ano eu conseguir ler alguns clássicos. Vou até colocar isso como meta: ler mais clássicos.
Poetas daquela época chega a ser uma coisa até engraçada, porque escreve poema de qualquer coisa.

Tem poema sobre morte,
Poemas sobre dor,
Poemas sobre amor,
Até sobre coco.
Olha eu aqui rimando
Entrando no espírito de poeta.

Mas esse livro tem poemas inéditos do Paulo Leminski, que foi selecionado por pessoas muito próximas a ele, e depoimentos de pessoas próximas a ele, até do Caetano Veloso. Porque pra quem não sabe Paulo Leminski também era compositor, então escreveu pro Caetano Veloso, pro Arnaldo Antunes, entre outros cantores.

Aqui são alguns dos poemas que consta nesse livro:

FB_IMG_1504021000478

                                                                                             20170829_124808

Pra você ler poemas e poesias, você tem que ser tão sensível quanto o autor pra conseguir entender o real significado do que ele está escrevendo.
Ele se tornou um dos meus favoritos, então podem apostar que quando eu favorito um livro, é porque realmente é bom.