[Resenha de livro] Joel Rufino dos Santos – Robin Hood (O Salteador Virtuoso)

20170126_204550

Esse livro conta a história do nascimento da lenda Robin Hood, que na verdade é Robert Fitzooth.

Nasceu e viveu na Inglaterra, na floresta de Sherwood (distrito de Nottingham), no fim do século XII, durante o reinao de Ricardo I, Coração de Leão.

Ele não escolheu a vida que levou, porém para salvar seu país do novo rei que assumiu o cargo por traição do próprio irmão, ele teve que ser o que é.

Para conseguir mais ajuda, ele lutava com várias pessoas, e quando via que a pessoa era boa mesmo, convidava para fazer parte do seu bando.

Mas para fazer parte do seu bando, tinha que respeitar as seguintes regras:

. Jamais ficar do lado do mais forte.

. Tirar dos ricos para dar aos pobres.

. Nunca se omitir diante da injustiça.

. Nunca matar, a não ser em legítima defesa ou por vingança justa.

. Não se desligar de sua comunidade, sob qualquer pretexto.

. Respeitar o rei e em seu nome corrigir os erros e reparar as injustiças contra os pobres.

No decorrer da história narra toda a luta que ele teve para defender seu rei. Porém, me parece que esse livro é resumido, e faltou mais coisa nessa história.

A sorte que é que esse livro é pequeno, e a leitura é fluida e você consegue terminar em uma tarde, porque ela se torna cansativa.

Então, quem for ler (pelo menos essa edição), não crie muita expectativa, porque eu estava com muita, e me decepcionei.