Resenha: Daniel Augusto Martins – Escolhendo O Par Ideal

escolhendooparideladanielaugustomartins

 

 

Título do livro: Escolhendo o Par Ideal
Autor (a): Daniel Augusto Martins
Editora: KWL
Páginas: 93
Gênero: Psicologia, Auto-Ajuda
ISBN: 978-859-222-770-8

 

 

Sinopse:

O objetivo desse livro é mostrar aos leitores como escolher seu parceiro (a) ideal. Mostraremos biblicamente quais as características que homens e mulheres devem observar em seus pretendentes a fim de ter a certeza de que está fazendo a escolha certa. Ao ler essa obra você não terá mais dúvidas sobre esse assunto, pois garantimos que Deus irá falar contigo grandemente como nunca falou antes.

Resenha:

resenhaescolhendooparideal

“Mude seu modo de olhar para as pessoas. Procure enxergar os valores de Deus e não os valores que a sociedade determina. Seja diferente, tome atitudes diferenciadas, não seja mais um.”

Baixei esse livro pensando que era um romance pra falar a verdade, nem me atentei em ver o gênero, às vezes a capa chama mais atenção do que a própria história, por isso, eu digo, caprichem na capa quando forem fazer seus livros.

Se eu soubesse do que se tratava eu não teria baixado.

Senti nesse livro que foi um pastor de alguma igreja que o escreveu pela forma como ele escreveu, sempre citando trechos da bíblia, e falando de Deus.

Mas não é isso que me faria não baixar o livro.

A questão foi que. contém muitos erros tanto de digitação, quanto de formatação. Erros de digitação como: ao invés do autor escrever “você”, ele escreveu “vc”, deixou abreviado, o que para um livro isso não pode acontecer, por mais que ele seja um e-book. Essa abreviação apareceu uma vez só, mas mesmo assim quem revisa o texto não pode deixar passar, se é que nesse livro teve alguém que revisou. Erros de formatação, foi que em vários momentos não tinha espaçamento entre as palavras, o que parecia estar tudo junto. Tem fonte que é assim mesmo, por isso quando vai escrever um livro, dependendo do formato precisa fazer os  testes na maioria das plataforma pra conferir se vai aparecer direitinho pro leitor. Não olhei erros de concordância, meu olho bateu nesses mais graves.

Nesse livro, o autor fala que mulheres não podem ganhar mais do que homens, e ele concorda com esse ponto de vista, falando que a relação pode não dar certo, porque é o homem que tem que chefiar dentro de casa. Achei esse ponto bem machista da parte dele. Até porque, hoje em dia com a crise que em o país está, se a mulher ganhar tão bem qanto o seu parceiro, e o seu parceiro ficar desempregado, eles não vão passar apuros. Por isso, acho que a mulher tem que sim ter esse espaço também.

Mas tem uns pontos que eu concordo com ele, que é que se o homem ou a mulher é um bom (boa) filho (a), ele logicamente vai ser um bom esposo ou uma boa esposa, isso minha mãe sempre me ensinou, e é verdade.

Ele fala que devemos escolher pessoas da mesma religião que a gente por exemplo, coisa que em partes eu não concordo. Só concordo, se caso a pessoa for muito ao extremo sabe, não aceitar outro tipo de opinião diferente da dela, aí sim ele tem que escolher pessoas da mesma religião. Mas se ela tiver a mente mais aberta, não vai ter problemas, como por exemplo eu mesma, sou católica, mas também simpatizo com o espiritismo. Então, nesse ponto, vai ser de cada um mesmo.

Como eu sempre falo, toda leitura é válida, não é mesmo?

Anúncios