Filmes baseados em literatura russa

Sim, existe filmes que foram baseados em livros russos conhecidos!!

Como sei que tem várias pessoas fazendo projetos para ler mais literatura russa, vou mostrar pra vocês quais são os livros e filmes e quem sabe ajudá-los a compreender um pouco melhor.

Nos filmes russos tivemos atrizes como Sophie Marceau, Audrey Hepburn e Liv Tyler representando personagens desses livros. Uma curiosidade que eu achei legal comentar aqui e não sabia sobre isso antes de pesquisar para fazer esse post, é que Liv Tyler é filha do vocalista do Aerosmith, Steven Tyler. Alguém sabia disso? Me senti uma completa ignorante, até porque eu amoo Aerosmith e não saber disso né!

Vou citar os filmes em ordem cronológica dos filmes citados pra vocês, ok?

1. O Inspetor Geral (1949)

Uma comédia musical que foi dirigida por Henry Koster é baseada em uma peça do Nikolái Gógol.

Existem 4 edições desse livro, vou colocar o link de todas elas pra vocês caso se interessem em comprar.

O inspetor geral (1)

 

 

 

Editora: Scipione
Formato: capa comum
Coleção Reencontro Literatura

Páginas: 96
ISBN: 9788526283848
Onde comprar: Amazon

 

 

O inspetor geral (2)

 

 

 

Editora: FTD
Formato: capa comum
Páginas: 144
ISBN: 9788532252579
Onde comprar: Amazon

 

 

O inspetor geral (3)

 

 

 

Editora: Peixoto Neto
Formato: capa dura
Coleção Grandes Dramaturgos
Páginas: 256
ISBN: 9788588069183
Onde comprar: Amazon

 

 

O inspetor geral (4)

 

 

Editora: não tem
Formato: ebook
Coleção Quasar K
Páginas: 334
ASIN: B01H6Z528Q
Onde comprar: Amazon

 

 

Nesse livro, tem um cigano que chega em uma cidade que está dominada pela corrupção (parece até familiar não é mesmo?) Só que o prefeito e os mandantes do local acham que ele é o inspetor geral e então, o cigano recebe várias propostas de suborno. Abaixo está o trailer do filme:

2. Guerra e Paz (1956)

Agora o segundo, é o famosíssimo Guerra e Paz do autor Liev Tolstói.

Esse que no filme da versão de 1956 que é essa do trailer, que levou a Audrey Hepburn a representar a personagem Natacha Rostova.

O livro é um romance que a história de quatro família aristocráticas são interligadas nos períodos antes, durante e depois da invasão da Rússia por Napoleão.

Desse temos várias edições e uma edição mais linda do que a outra, são elas:

Guerra e Paz (1)

 

 

 

 

Editora: L&PM
Formato: capa comum
Box com 4 volumes
Páginas: 1491
ISBN: 9788525416759
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Guerra e Paz (7)

 

 

 

 

Editora: Seguinte
Formato: capa comum
Páginas: 280
ISBN: 9788535911930
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Guerra e Paz (9)

 

 

 

 

Editora: PAULUS Editora
Formato: capa comum
Páginas: 112
ISBN: 9788534932431
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Guerra e Paz (8)

 

 

 

 

Editora: PAULUS Editora
Formato: ebook
Páginas: 76
ASIN: B00D258642
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Guerra e Paz (2)

 

 

 

 

Editora: Centaur
Formato: ebook
Páginas: 
ASIN: B00ROE8E1C
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Guerra e Paz (3)

 

 

 

 

Editora: Seguinte
Formato: capa comum
Coleção Germinal
Páginas: 280
ISBN: 9788555340079
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Guerra e Paz (6)

 

 

 

Editora: L&PM
Formato: capa dura
Páginas: 116
ISBN: 9788525426659
Onde comprar: Amazon

 

 

 

 

Guerra e Paz (5)

 

Editora: Cosac & Naify
Formato: capa dura
Box com 2 volumes
Páginas: 2536
ISBN: 9788540501379
Onde comprar: Amazon

 

 

Guerra e Paz (4)

 

 

Editora: Companhia das Letras
Formato: capa dura
Box com 2 volumes
Páginas: 1544
ISBN: 9788535930047
Onde comprar: Amazon

 

 

3. Os Irmãos Karamazov (1958)

O terceiro é baseado no romance de Fiódor Dostoiévski, que é sobre as tensões na família Karamazov no final do séc. XIX. Quando Fiódor, chefe da família, tenta se decidir sobre sua herança, ele inicia um conflito entre seus filhos. Atos de violência se acumulam até conclusão da história, um tratado sobre a honra, a consciência, o perdão e a redenção.

Os Irmãos Karamazov (1)

 

 

 

 

Editora: Martin Claret
Formato: capa comum
Coleção Série de Ouro 26
Páginas: 760
ISBN: 9788572325912
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Os Irmãos Karamázov (2)

 

 

 

Editora: Editora 34
Formato: capa comum
Box com 2 volumes
Páginas: 1040
ISBN: 9788573264098
Onde comprar: Amazon

 

 

 

Os Irmãos Karamazov (3)

 

 

 

 

Editora: Martin Claret
Formato: capa dura
Páginas: 911
ISBN: 9788572329415
Onde comprar: Amazon

 

 

 

 

Os Irmãos Karamazov (4)

 

 

 

 

Editora: Centaur
Formato: ebook
Páginas: 887
ASIN: B00JV60IYC
Onde comprar: Amazon

 

 

 

OS Irmãos Karamazov (5)

 

 

 

 

Editora: L&PM
Formato: livro de bolso – mangá
Páginas: 400
ISBN: 9788525431561
Onde comprar: Amazon

 

 

 

 

Os Irmãos Karamazov (6)

 

 

 

 

Editora: Nova Fronteira
Formato: capa dura
Páginas: 1600
Onde comprar: Amazon

 

 

 

 

Os irmãos Karamázov é o último romance de Dostoiévski.

4. Lolita (1962)

Lolita todo mundo sabe que tem filme dele, mas mais uma vez estou me sentindo ignorante, porque nunca passou pela minha cabeça que foi escrito por um russo esse livro.

É um romance do Vladímir Nabôkov, a história é sobre a relação entre um professor de meia idade e uma menina pré-adolescente.

No filme, o diretor deu uma suavizada nos aspectos mais provocantes do livro. Tanto que no filme, a idade da menina passou de 12 para 15 anos e o diretor Stanley Kubrick também alterou a ordem de algumas coisas.

Esse livro tem só 1 edição (pelo menos só achei essa edição brasileira):

Lolita (1)

 

 

 

 

Editora: Alfaguara
Formato: capa comum
Páginas: 392
ISBN: 9788579620560
Onde comprar: Amazon

 

 

 

 

Um pedacinho do trailer pra vocês:

5. Doutor Jivago (1965)

O romance ajuda a desenrolar a Revolução Russa, foi vencedor de 5 Oscars e foi considerada uma das melhores estórias de amor do cinema.

Nele conta a estória do estudante de medicina Iúri Jivago encontra a bela Lara, iniciando um fatídico romance que vira sua vida de cabeça para baixo. “Doutor Jivago” retrata uma relação intensa e apaixonada, desafiada pela política da tradição e da guerra.

Esse também só tem 1 edição no Brasil, pelo menos é bem atual:

Doutor Jivago

 

 

 

Editora: Companhia das Letras
Formato: capa dura
Páginas: 616
ISBN: 9788535930139
Onde comprar: Amazon

 

 

 

 

Esses foram alguns exemplos, tem mais filmes que foram baseados em livros russos, peguei os mais famosos para dar uma luz pra vocês.

Quem for compra algum livro depois que viu esse meu post, compra através desses links, porque me ajuda bastante.

E quem souber de mais livros russos que virou filme, comenta aqui no post, porque aí futuramente posso fazer outro post assim mencionando os que vocês comentaram.

Beijos e até a próxima ♥

Anúncios

Resenha: Deslembrança, Cat Patrick

Título do livro: Deslembrança
Autora: Cat Patrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 250
Gênero: Literatura estrangeira, ficção, memórias, romance e thriller psicológico

Nota: 

Onde comprar: Amazon

 

Sinopse:

Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.

Resenha:

Esse livro conta a estória de London, que perdeu a memória do presente e do passado, mas de vez em quando ela tem visões do futuro.

Ela precisa anotar tudo o que acontece em um dia antes de dormir, porque quando acordar ela realmente não se lembra de nada. No dia seguinte, ela precisa reler tudo para não passar por nenhum constrangimento, pois só existem duas pessoas que sabem sobre esse problema dela, sua melhor amiga Jamie e sua mãe.

Em determinados momentos, a gente bem que gostaria de realmente esquecer tudo o que aconteceu com a gente não é mesmo? Mas pensa que ela não pode selecionar o que quer esquecer, ela esquece de tudo mesmo.

Em um determinado momento Luke aparece em sua vida, mas ela não sabe que ele é uma pessoa muio importante, pois não se lembra do seu passado. Mas Luke nunca desistiu e conseguiu reencontrá-la e com toda a paciência do mundo ele ajuda London a montar as peças do quebra-cabeça de seu passado.

Tinha esse livro há bastante tempo e resolvi pegar para ler. Procurando pela hashtag #deslembranca no instagram, descobri que pouquíssimas pessoas leram esse livro. Pelo menos, pelo instagram não chega nem a 40 fotos com essa hashtag. Infelizmente, porque é uma leitura gostosa e rápida, li ele em 4 dias.

Não dei 5 estrelas nele, mas 3 quer dizer que ele é bom para quem não sabe.

Gostei do desenrolar da estória, é aquele tipo de livro que você querendo saber o que aconteceu pra personagem ter esse problema, que você lê rápido para descobrir.

Porém, achei que no final a autora deu uma corrida com a estória. É uma estória tão gostosa de ler, que ficou com um gostinho de ter uma continuação. Por esse motivo que não dei 5 estrelas.

Para quem ver esse livro e ficar na dúvida de pegar pra ler, vale super a pena sim, fora que a capa é linda né. Quando comprei, fui mais pela capa e me surpreendi agora que li.

Resenha: A Casa Torta, Agatha Christie

A Casa Torta

Título do livro: A Casa Torta
Autora: Agatha Christie
Editora: HarperCollins
Páginas: 207
Gênero: Literatura estrangeira, ficção inglesa, ficção policial, crimes, detetive, suspense e mistério
Nota:

Onde comprar: Coleção Agatha Christie – Box 7

 

Sinopse:

Primeiro a guerra faz com que Charles Hayward adie seu pedido de casamento. Alguns anos depois, ele se vê obrigado a adiar o próprio matrimônio em razão de um mistério – Sophia Leonides, sua noiva, acaba de perder o avô Aristide de forma súbita e um tanto suspeita. Teria sido um assassinato?

O escândalo poderia arruinar o nome da família.

Instruido pelo pai e pelo inspeto-chefe Taverner – ambos da Scotland Yard -, Charles decide se hospedar na residência dos Leonides (A Casa Torta) para descobrir se, entre aqueles familiares tão únicos e motivados a matar seu patriarca, não estaria a prova do crime capaz de colocar o culpado atrás das grades. Porém, uma nova reviravolta promete abalar todas as suas certezas sobre o assunto.

Resenha:

O livro, ou pelo menos essa edição começa explicando quais são os personagens, o que ajuda muito durante a leitura, porque apesar de ser um livro curto, tem bastante personagem.

E essa edição, é uma edição especial da Editora HarperCollins, que fez vários box’s com vários livros da Agatha Christie, tudo em capa dura, esse é o box de número 7.

Como a sinopse do livro já é uma parte da resenha, vou deixar minha opinião apenas aqui.

Esse foi o meu primeiro livro da Agatha Christie que eu li na vida e, meu primeiro livro da Editora HarperCollins.

Pelo que eu percebi dos livros da Agatha Christie, tem uns que são continuação para entender os casos que vai solucionando. Ainda bem que eu consegui pegar um livro que já termina nele mesmo, ou seja, nesse livro você já consegue saber o culpado.

Eu gostei do livro sim, mas não achei o máximo como muitas pessoas e, pelo menos eu não o devorei.

Agatha Christie nesse livro consegue fazer com que você vá mudando de assassino, até ela dar a cartada final, o que me chocou muito, porque eu não esperava que fosse essa pessoa.

Com esse livro, eu sai totalmente da minha zona de conforto, aliás eu tenho procurado fazer sempre isso para conhecer outros gêneros mesmo e, adorei esse tipo de leitura com estilo daquele jogo Detetive.

Mesmo que eu não tenha favoritado, indico para todo mundo essa leitura.

R.I.P Stephen Hawking 1942 – 2018

Hoje infelizmente não tenho uma notícia muito legal para dar, porque Stephen Hawking aquele físico que a vida dele inspirou o filme A Teoria de Tudo morreu aos 76 anos.

Como eu assisti esse filme e, chorei igual criança, me sinto na obrigação de vir aqui contar um pouquinho sobre ele, até porque eu tenho o livro e futuramente vou lê-lo.

Stephen Hawking 12

Stephen Hawking 9
Stephen Hawking e suas irmãs.

Stephen Hawking nasceu em Oxford (08 de janeiro de 19442) e morreu hoje (14 de março de 2018) em Cambridge.

Para quem não o conhece, ele é um físico teórico e cosmólogo britânico, um dos cientistas mais consagrados da atualidade. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano emérito na Universidade de Cambridge, pra vocês terem uma ideia de quão gênio ele era, esse cargo foi ocupado anteriormente por Isaac Newton, Paul Dirac e Charles Babbage. Se você não conhece esses caras, dê uma pesquisada.

Stephen Hawking 5

Um pouco antes de ele morrer, ele foi diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica (DAMTP) e fundador do Centro de Cosmologia Teórica (CTC) da Universidade de Cambridge.

Uma coincidência é que ele nasceu no 300º aniversário da morte de Galileu.

Stephen Hawking 10

Stephen Hawking era portador da doença esclerose lateral amiotrófica, uma doença rara degenerativa, que paralisa os músculos do corpo sem atingir o cerébro, uma doença que infelizmente ainda não tem cura. A doença foi diagnosticada quando ele tinha 21 anos.

Em 1985, ele teve que se subter-se a uma traqueostomia após ser contrair uma pneumonia, e desde então, utilizava um sintetizador de voz para se comunicar. Aos poucos, ele foi perdendo os movimentos dso braços e pernas, assim como a força para manter a cabeça erguida.

Stephen Hawking 7

Em 1986, ele foi nomeado pelo papa João Paulo II membro da Pontíficia Academia das Ciências.

Stephen Hawking 4

Em 1993, Stephen Hawking fez uma participação especial em um episódio de Star Trek: The Next Generation, em uma cena em que é um holograma, em conjunto com Newton e Einstein, jogando cartas com o personagem Data.

Em 1994, participou da gravação do disco do Pink FloydThe Division Bell, fazendo a voz digital em “Keep Talking”.

Fez algumas participações em The Simpsons, FuturamaDexter’s LaboratoryThe Fairly Odd ParentsFamily Guy e na tira de jornal Dilbert. Recentemente, fez participação em uma propaganda do Discovery Channel chamada Eu Amo o Mundo, onde ele disse “Boom De Ya Da”.

Em 2005, Hawking usava os músculos da bochecha para controlar o sintetizador. E em 2009, já não podia nem controlar a cadeira de rodas elétrica. Desde então, grupos de cientistas estudaram formas de evitar que Hawking sofresse da síndrome do encarceramento, cogitando traduzir os pensamentos ou expressões de Hawking em fala.

Em 2012, participou de um episódio do seriado The Big Bang Theory, onde conversa com Sheldon Cooper. Neste episódio, Sheldon Cooper cometeu um erro básico de aritmética e desmaiou na frente de Stephen. No mesmo ano, Hawking leu um discurso durante a cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Verão de 2012 em Londres.

Stephen Hawking 18
Stephen Hawking com todos atores do seriado The Big Bang Theory.
Stephen Hawking 19
Stephen Hawking com o ator que faz o personagem Sheldon.

Em 2015, Frank Donald Drake, Martin Rees e o empresário russo Yuri Milner, juntamente com Stephen Hawking, anunciaram suas intenções de fornecer US$ 100 milhões em financiamento ao longo da próxima década para os melhores pesquisadores do SETI (um projeto que tem como objetivo a busca constante por vida inteligente no espaço), através do projeto Breakthrough Listen, que permitiria que novos levantamentos de dados rádio-ópticos pudessem ocorrer usando os mais avançados telescópios.

Stephen Hawking 14

Em 2017, Hawking processou o governo britânico por querer privatizar o Serviço Nacional de Saúde.

E hoje 14/03/2018, em sua casa aos 76 anos, devido a complicações da sua doença, Hawking nos deixou.

Sua história de vida foi transformada em livro e filme, A Teoria de Tudo. Estrelado por Eddie Redmayne como Stephen Hawking, Felicity Jones como Jane Hawking, Charlie Cox como Jonathan Hellyer Jones, David Thewlis como Dennis Sciama, Emily Watson como Beryl Wilde, Harry Lloyd como Brian, Simon McBurney como Frank Hawking, Maxine Peake como Elaine Mason, Tom Prior como Robert Hawking, Charlotte Hope como Philippa Hawking, Abigail Cruttenden como Isobel Hawking, Finlay Wright-Stephens como Timothy Hawking, entre outros.

Stephen Hawking

O que mais achei incrível no filme, foi a semelhança entre o ator Eddie Redmayne com o Stephen Hawking e da esposa dele, olhem a imagem abaixo:

Stephen Hawking 20

Stephen Hawking 21

Chega a ser assustador a semelhança, não é?

Para mim a produção está de parabéns, é bem difícil de no cinema conseguirem manter tudo isso. Não é a toa que o filme rendeu Oscar para o ator Eddie Redmayne em 2015.

Não tem só esse livro dele, tem outros também, vou colocar aqui embaixo os nomes dos livros lançados no Brasil já com o link direto para quem quiser comprar.

• Uma Breve História do Tempo: do Big Bang aos Buracos Negros, lançado pela Editora Rocco.
• Uma Nova História do Tempo, lançado pela Ediouro (versão antiga).
• Uma Nova História do Tempo, lançado pela Editora Intrínseca (versão nova).
• George e o Segredo do Universo, lançado pela Editora Nova Fronteira.
• O Grande Projeto, lançado pela Editora Nova Fronteira.
• Minha Breve História, lançado pela Editora Intrínseca.ng
• Buracos Negros, lançado pela Editora Intrínseca.
• O Universo Numa Casca de Noz, lançado pela Editora Intrínseca.

Além de tudo isso, Stephen Hawking ganhou muitos prêmios, dentre eles:

• 1975 – Medalha Eddington (conhecida por trabalhos investigativos em astrofísica teórica).
• 1976 – Medalha Hughes (conhecida por ser entregue anualmente para distinguir descobertas originais nas ciências físicas, em particular na eletricidade e magnetismo).
• 1979 – Medalha Albert Einstein (conhecida por pessoas que prestavam serviços excepcionais relacionados com a obra de Albert Einstein).
• 1982 – Ordem do Império Britânico (comandante).
• 1985 – Medalha de Ouro da Royal Astronomical Society.
• 1986 – Membro da Pontifícia Academia das Ciências.
• 1988 – Prêmio em Física da Fundação Wolf.
• 1989 – Prêmio “Príncipe das Astúrias” da Concórdia (contribuição à paz, entendimento, etc).
• 1989 – Título de “Companheiro de Honra” da Rainha Elizabeth II.
• 1999 – Prêmio “Julius Edgar Lilienfeld” da Sociedade Americana de Física.
• 2003 – Prêmio “Michelson Morley”  da Case Western Reserve University.
• 2006 – Medalha Copley da Royal Society (por domínio das ciências.
• 2009 – Medalha Presidencial da Liberdade (conhecida por reconhecer os indivíduos que fizeram uma contribuição especial meritória à segurança ou interesses nacionais dos Estados Unidos, paz mundial, cultural ou outras importantes iniciativas públicas e privadas.)
• 2012 – Fundamental Physics Prize (uma organização sem fins lucrativos dedicada ao reconhecimento de físicos envolvidos em pesquisas fundamentais).

O cara era um gênio ou não era?

Por se tratar de um Einstein da nossa atualidade, e que infelizmente não é conhecido por muitos, é que decide fazer esse post sobre ele.

Espero que vocês tenham gostado de conhecer mais sobre ele, e caso se interessam em comprar os livros dele depois de ter visto eu falar aqui sobre ele, comprem nesses links que vocês vão me ajudar bastante.

Beijos e até a próxima ♥

Fonte da história e imagens dele Google.

Hoje (12/03) faz 73 anos que Anne Frank faleceu

Anne Frank, mei 1942.

Em 1945, Anne Frank morreu em um campo de concentração na Alemanha.

Filha de um comerciante, viveu com sua família em Frankfurt até que a chegada ao poder do partido nazista se seguiu em um agravamento das manifestações de anti-semitismo no país.

Anne Frank 2
Anne Frank com sua mãe e sua irmã.

 

Em 1941, a família emigrou para Amsterdã, onde Anne passou a viver em um esconderijo.

Anne Frank 5
O anexo secreto.

A garota de 15 anos ficou conhecida por seu diário, em que contava os horrores e as suas memórias sobre o nazismo.

 

 

Os escritos foram publicados por Otto Frank, o pai da garota. Ele foi o único sobrevivente da família após o holocausto.

Anne Frank 6
Anne Frank com seu pai e sua irmã.

 

Eu li O Diário de Anne Frank o ano passado, é impossível não se emocionar com a história e ficar horrorizada com os relatos, dá vontade de entrar no livro, pegar os personagens pra salvá-los de toda aquela guerra.

Anne Frank 7

 

Aqui vou reescrever algumas passagens e quotes que eu marquei no livro que eu gostei e achei importante:

“O papel tem mais paciência do que as pessoas.”

 

“Nossa liberdade foi gravemente restringida com uma série de decretos antissemitas: os judeus deveriam usar uma estrela amarela; os judeus eram proibidos de andar nos bondes; os judeus eram proibidos de andar de carro, mesmo em seus próprios carros; os judeus deveriam fazer comprar entre três e cinco horas da tarde; os judeus só deveriam frequentar barbearias e salões de beleza de proprietários judeus. os judeus eram proibidos de sair às ruas entre oito da noite e seis da manhã; os judeus eram proibidos de frequentar teatros, cinema ou ter qualquer outra forma de diversão; os judeus eram proibidos de ir a piscinas, quadras de tênis, campos de hóquei ou a qualquer outro campo esportivo; os judeus eram proibidos de ficar em seus jardins ou nos de amigos depois das oito da noite. os judeus eram proibidos de visitar casas de cristãos; os judeus deveriam frequentar escolas judias etc.”

 

“Aprendi uma cois: você só conhece uma pessoa depois de uma briga. Só, então, é possível julgar o seu caráter!”

 

“A gente pode estar sozinha mesmo quando é amada por muitas pessoas, quando não é o ‘único amor’ de ninguém.”

 

“Ninguém quer ver o perigo até que ele aparece cara a cara.”

 

“Cheguei a ponto de nem me importar se vivo ou se morro. O mundo vai continuar girando sem mim, e não posso fazer nada para mudar os acontecimentos. Vou deixar que as coisas sigam o seu rumo e me concentrar no estudo e na esperança de que tudo acabe bem.”

 

“O melhor remédios para os amedrontados, solitários ou infelizes é sair, ir a um local em que possam ficar a sós, com o céu, a natureza e Deus. Só então você pode sentir que tudo é como deveria ser, e que Deus deseja a felicidade das pessoas em meio à beleza e à simplicidade da natureza.”

 

“Riqueza, prestígio, tudo pode ser perdido. A felicidade em seu coração pode ser diminuída; mas estará sempre lá, enquanto você viver, para torná-lo feliz de novo.”

 

“Enquanto puder olhar sem medo para o céu, saberá que é puro por dentro, e encontrará a felicidade outra vez.”

 

“Amor o que é o amor? Não creio que se possa realmente pôr em palavras. Amor é entender alguém, se importar, compartilhar as alegrias e as tristezas. Isso pode incluir o amor físico. Você compartilha alguma coisa, dá alguma coisa e recebe algo em troca, seja ou não casada, tenha ou não filhos. Perder a virtude não importa, desde que você saiba que, enquanto viver, terá ao lado alguém que a compreenda e que não precisa ser dividido com ninguém mais!”

 

“Uma pessoa com coragem e fé nunca morrerá na desgraça!”

 

“Apenas acontece que as pessoas, quando estão perto de uma janela ao crepúsculo, podem dizer mais coisas umas às outras do que se estivesse à luz do sol.”

 

“Sou jovem e tenho muitas qualidades ocultas; sou jovem, forte e vivo uma grande aventura; estou no meio dela e não posso passar o dia inteiro reclamando porque é impossível me divertir! Sou abençoada com tantas coisas: felicidade, alegria e força. A cada dia me sinto amadurecendo, sinto a libertação se aproximar, sinto a beleza da natureza e a bondade das pessoas ao redor. A cada dia penso em como essa aventura é fascinante e divertida! Com tudo isso, por que deveria me desesperar?”

 

Anne Frank 9
Igreja usada como campo de concentração pelos nazistas.
Anne Frank 4
A lápide de Anne Frank

Esse foi um resumo da história de Anne Frank, porque obviamente tem muito mais. Eu particularmente sou fã de livros que tratam sobre a guerra, então esse não vai ser o primeiro livro que vocês vão me ouvir falando aqui.

Espero que vocês tenham gostado da homenagem que eu fiz à Anne Frank ❤

Resenha: A Playlist de Hayden, Michelle Falkoff

Título do livro: A Playlist de Hayden
Autora: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Gênero: Literatura estrangeira, ficção, mistério, drama e amor
Nota: 

Onde comprar: Amazon

 

Sinopse:

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola – o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente.

Enquanto ouve música por músicada lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que  uexatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.

Resenha:

Para mim bullying sempre vai ser um assunto muito importante, e esse livro trata exatamente disso.

Hayden se matou e seu melhor amigo Sam tenta descobrir o que levou ele a fazer isso. Sam também sofria bullying junto com seu amigo, mas ele levava de um jeito diferente. E cada pessoa leva de um jeito diferente o bullying, não adianta a gente tentar entender o que se passa na cabeça de cada um.

Sam começa a descobrir coisas que ele não sabia, que Hayden não contava exatamente tudo pra ele. Afinal, ninguém conta exatamente tudo da sua vida pra outra pessoa, mesmo confiando 100% nela. Todo mundo tem sempre um segredinho.

Infelizmente A Playlist de Hayden não se tornou o meu favorito como eu achei que se tornaria, é bom, mas não excelente.

Parece que faltou um pouco mais de sentimento da autora em escrever um livro sobre esse assunto. Certos assuntos quando se escreve tem que tomar muito cuidado, porque ou você tem que ter passado pela situação pra ter certeza do aquele assunto precisa passar, ou você precisa pesquisar muitoo. E me pareceu que a autora não estava por dentro totalmente.

Mas como eu falei, não é ruim a estória, só não é excelente.

Resenha: Sagarana, João Guimarães Rosa

Título do livro: Sagarana
Autor: João Guimarães Rosa
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 416
Gênero: Literatura brasileira, novelas brasileiras, contos
Nota: 

Onde comprar: Essa versão já não está mais disponível para comprar, mas tem essas versões Sagarana – Coleção 50 AnosEdição em tons pastéis de capa dura e Ficção Completa – Caixa Exclusiva

Sinopse:

Nove contos que revolucionaram a literatura regionalista no Brasil. Em histórias como “O burrinho pedrês”, “Corpo fechado” e “A hora e vez de Augusto Matraga”, o sertão mineiro cria vida na linguagem mágica inventada pelo gênio de Guimarães Rosa.

Resenha:

Nunca dei uma nota tão baixa pra um livro. Mas sempre tem a primeira vez não é mesmo?
E infelizmente foi com essa obra consagradíssima de João Guimarães Rosa.
Tenho essa edição desde 2001 pelo que está escrito nas informações do livro, ou seja, eu ainda estava no colégio quando comprei essa edição (me formei na faculdade em 2012).
Foi o único livro da época do colégio que sobrou dessa época, porque os outros eu ia emprestando pra quem ia precisando depois de mim.
Esse livro como já fala na sinopse, não é uma estória contínua, ele é dividido em nove contos. Sendo eles: “O Burrinho Pedrês”, “A Volta do Menino Pródigo”, “Sarapalha”, “Duelo”, “Minha Gente”, “Corpo Fechado”, “Conversa de Bois” e “A Hora e Vez de Augusto Matraga”.
Tive vontade de abandonar a leitura várias vezes, mas como eram contos, então dei continuidade, porque eu poderia gostar de algum conto do livro. Isso, infelizmente não aconteceu.
A leitura é muito devagar, tem muito vocabulário do sertão mesmo, e não é só nos diálogos, nas narrativas também.
Toda página você tem que ir ao dicionário pra procurar uma palavra que você não conhece, até tirei foto uma vez aqui no stories perguntando se vocês tem costume de anotar em livros, aquilo tudo que estava anotado era palavra que eu não conhecia (está nos destaques, em “Enquetes”).
Pra mim não é uma leitura que você tira algum proveito, tanto que tem um dos contos é “Conversa de Bois”.
Mas é uma leitura obrigatória né.
Me contém aí nos comentários se quando vocês leram, vocês gostaram ou não desse livro.