Resenha: O Diário de um Mago, Paulo Coelho

17-01-24-19-03-26-894_deco

“O homem nunca pode parar de sonhar. O sonho é o alimento da alma, como a comida é o alimento do corpo. Muitas vezes, em nossa existência, vemos nossos sonhos desfeitos e nossos desejos frustrados, mas é preciso continuar sonhando, senão nossa alma morre e Ágape não penetra nela.”

Este livro é um livro autobiográfico e religioso.

 

Nunca pensei que eu fosse gostar desse tipo de livro, mas diferente de muitas pessoas eu amei.

 

Conta uma passagem da vida de Paulo Coelho, em que ele estava em busca de um sonho que era sua espada. E para conseguir sua espada ele abandonou todos os seus negócios no Brasil, sua família para fazer uma peregrinação chamada Caminho de Santiago. E além de fazer a peregrinação ele teve aprender um monte de coisa que seu guia Petrus foi lhe ensinando no meio do caminho.

 

Além de fazer a peregrinação, ele tinha que saber o porque ele queria aquela espada, qual o real significado que ela tinha pra ele, se era apenas uma recompensa, ou se tinha um significado maior.

 

 

No caminho todo, ele só estava com o pensamento de que a espada era uma recompensa, ele demorou para descobrir o real significado dela para ele.

 

Quando ele finalmente descobriu, essa descoberta abriu todos os seus caminhos, e facilitou sua vida.

 

 

Paulo Coelho descreve tão bem essa passagem, que eu consegui imaginar tudo como foi. Fiquei com vontade de um filme contando essa história, e vou ficar esperando esse dia chegar.

 

O moral de toda a história, é que você nunca deve desistir de seus sonhos, pois você será sempre recompenso por todo o seu esforço.

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: O Diário de um Mago, Paulo Coelho

  1. Essa obra confesso lhes que fui levado a lê la. Quando desafiado a comentá la sem nunca eu tê la lido. Entretanto, como professor de literatura regional amazônica, aceitei o desafio. Fiquei entusiasmado com resultado do feito. Não sei, se por ser kardecista familiarizei me com a obra. Tornei me um leitor assíduo de Paulo Coelho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s