Resenha: Daniel Augusto Martins – Escolhendo O Par Ideal

escolhendooparideladanielaugustomartins

 

 

Título do livro: Escolhendo o Par Ideal
Autor (a): Daniel Augusto Martins
Editora: KWL
Páginas: 93
Gênero: Psicologia, Auto-Ajuda
ISBN: 978-859-222-770-8

 

 

Sinopse:

O objetivo desse livro é mostrar aos leitores como escolher seu parceiro (a) ideal. Mostraremos biblicamente quais as características que homens e mulheres devem observar em seus pretendentes a fim de ter a certeza de que está fazendo a escolha certa. Ao ler essa obra você não terá mais dúvidas sobre esse assunto, pois garantimos que Deus irá falar contigo grandemente como nunca falou antes.

Resenha:

resenhaescolhendooparideal

“Mude seu modo de olhar para as pessoas. Procure enxergar os valores de Deus e não os valores que a sociedade determina. Seja diferente, tome atitudes diferenciadas, não seja mais um.”

Baixei esse livro pensando que era um romance pra falar a verdade, nem me atentei em ver o gênero, às vezes a capa chama mais atenção do que a própria história, por isso, eu digo, caprichem na capa quando forem fazer seus livros.

Se eu soubesse do que se tratava eu não teria baixado.

Senti nesse livro que foi um pastor de alguma igreja que o escreveu pela forma como ele escreveu, sempre citando trechos da bíblia, e falando de Deus.

Mas não é isso que me faria não baixar o livro.

A questão foi que. contém muitos erros tanto de digitação, quanto de formatação. Erros de digitação como: ao invés do autor escrever “você”, ele escreveu “vc”, deixou abreviado, o que para um livro isso não pode acontecer, por mais que ele seja um e-book. Essa abreviação apareceu uma vez só, mas mesmo assim quem revisa o texto não pode deixar passar, se é que nesse livro teve alguém que revisou. Erros de formatação, foi que em vários momentos não tinha espaçamento entre as palavras, o que parecia estar tudo junto. Tem fonte que é assim mesmo, por isso quando vai escrever um livro, dependendo do formato precisa fazer os  testes na maioria das plataforma pra conferir se vai aparecer direitinho pro leitor. Não olhei erros de concordância, meu olho bateu nesses mais graves.

Nesse livro, o autor fala que mulheres não podem ganhar mais do que homens, e ele concorda com esse ponto de vista, falando que a relação pode não dar certo, porque é o homem que tem que chefiar dentro de casa. Achei esse ponto bem machista da parte dele. Até porque, hoje em dia com a crise que em o país está, se a mulher ganhar tão bem qanto o seu parceiro, e o seu parceiro ficar desempregado, eles não vão passar apuros. Por isso, acho que a mulher tem que sim ter esse espaço também.

Mas tem uns pontos que eu concordo com ele, que é que se o homem ou a mulher é um bom (boa) filho (a), ele logicamente vai ser um bom esposo ou uma boa esposa, isso minha mãe sempre me ensinou, e é verdade.

Ele fala que devemos escolher pessoas da mesma religião que a gente por exemplo, coisa que em partes eu não concordo. Só concordo, se caso a pessoa for muito ao extremo sabe, não aceitar outro tipo de opinião diferente da dela, aí sim ele tem que escolher pessoas da mesma religião. Mas se ela tiver a mente mais aberta, não vai ter problemas, como por exemplo eu mesma, sou católica, mas também simpatizo com o espiritismo. Então, nesse ponto, vai ser de cada um mesmo.

Como eu sempre falo, toda leitura é válida, não é mesmo?

01. Clarice Lispector – Um Sopro De Vida
02. Nelson Rodrigues – Vestido De Noiva
03. William Shakespeare – Sonho De Uma Noite De Verão
04. Richard Bach – Fernão Capelo Gaivota
05. Paulo Coelho – O Diário De Um Mago
06. Audrey Harte – Procurando O Amor Nos Lugares Errados #1
07. Ângela Aguiar – Uma Chance A Mais
08. Joel Rufino dos Santos – Robin Hood (O Salteador Virtuoso)
09. Antoine De Saint-Exupéry – O Pequeno Príncipe
10. Castro Alves – Espumas Flutuantes
11. Colette Dowling – Complexo De Cinderela
12. Larissa Azevedo – Felicidade Invisível
13. Friedrich W. Nietzsche – Assim Falou Zaratustra
14. Rafael Arrais – Amar E Perder (O Livro da Reflexão) #1
15. Lu Piras – Um Herói Para Ela
16. Ju Lund – Entrecontos #1
17. Dan Gemeinhart – A Mais Pura Verdade
18. Blog Nem Te Conto – Doze Por Doze
19. Khaled Hosseini – O Caçador De Pipas
20. Daniel Augusto Martins – Escolhendo O Par Ideal

Resenha: O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini

capalivroocacadodepipas

Título do livro: O Caçador de Pipas
Autor (a): Khaled Hosseini
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 365
Gênero: Ficção histórica, Guerra, Drama
ISBN: 978-852-091-767-1

 

 

Sinopse:

Este é um romance emocionante, envolvente, que nos cativa logo nas primeiras páginas. Livro de estréia de Khaled Hosseini, O Caçador de Pipas é uma narrativa insólita relação e eloqüente sobre a frágil relação entre pais e filhos, entre os seres humanos e seus deuses, entre os homens e sua pátria. Uma história de amizade e traição, que nos leva dos últimos dias da monarquia do Afeganistão às atrocidades de hoje.

Ami e Hassan cresceram juntos, exatamente como seus pais. Apesar de serem de etnias, sociedades e religiões diferentes, Amir e Hassan tiveram um infância em comum, com brincadeiras, filmes e personagens. O laço que os une é muito forte: mamaram do mesmo leite, e apenas depois de muitos anos Amir pôde sentir o poder dessa relação.

Amir nunca foi o mais bravo ou nobre, ao contrário de Hassan, conhecido por sua coragem e dignidade. Hassan, que não sabia nem escrever, era muitas vezes o mais sábio, com uma aguda percepção dos acontecimentos e dos sentimentos das pessoas. E foi esse mesmo Hassan que decidiu quem Amir seria, durante a batalha da pipa azul, uma pipa que mudaria o destino de todos. No inverno de 1975, Hassan deu a Amir a chance de ser um grande homem, de alterar sua trajetória se se livrar daquele enjôo que sempre o acompanhava, a náusea que denunciava sua covardia. Mas Amir não enxergou sua redenção.

Muito depois de desperdiçada a última chance, Hassan, a calça de veludo cotelê marrom e a pipa azul o fizeram voltar ao Afeganistão, não mais àquele que ele abandonara há vinte anos, mas ao Afeganistão oprimido e destruído pelo regime Talibã. Amir precisava se redimir daquele que foi o maior engano da sua vida, daquele dia em que o inverno foi mais cruel.á m

Grande sucesso da literatura mundial, aclamado pela crítica e pelo público, O Caçador de Pípas teve seus direitos de edição vendidos para 29 países e e estará em breve nas telas do cinema do mundo todo (já foi pro cinema), numa produção de Sam Mendes, o mesmo diretor de Beleza Americana.

Resenha:

“Foi há muito tempo, mas descobri que não é verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos enterrá-lo. Porque, de um jeito ou de outro, ele sempre consegue escapar.”

Confesso que não me cativou nas primeiras páginas, aliás até o Capitulo 9 não tinha me cativado, foi a partir desse capítulo que começou a fluir a leitura.

E essa já é a segunda vez que tentava ler esse livro, mas agora eu realmente gostei, e gostei muito, chorei a beça. Em vários momentos quis entrar na história pra salvar os personagens de alguma determinada situação, e salvar o povo de Afeganistão do novo comando.

É triste ver como eles agiam, e ninguém podia fazer absolutamente nada a não ser obedecer as novas regras.

Amir é um menino que não era notado pelo pai como deveria ser notado, e ele pensa que é porque a mãe dele morreu durante o parto, então o pai acaba descontando sua decepção nele.

Uma coisa que eu senti falta, foi a explicação da guerra, porque no capítulo 9, a família combina de ir ao cinema todo mundo junto, e pra isso são obrigados a alugar um carro maior pra poder levar todo mundo de uma vez, pois o cinema fica em uma cidade mais distante. E do nada, eles viram refugiados, e fogem da guerra para o Estados Unidos, e baba (que é como o Amir chama o pai dele), perde tudo, e tenta uma nova vida nos Estados Unidos.

Amir para tentar se redimir de uma culpa que ele carrega a vida toda, ele volta para o Afeganistão. Ele se assusta com o novo Afeganistão que ele encontra. E também com as coisas que ele descobre, e com essas coisas ele acaba entendo outras, que ele nunca tinha entendido.

Nesse livro, o autor já cita um outro livro muito famoso, que é O Morro dos Ventos Uivantes, um livro que Soraya estava lendo quando Amir a conheceu.

Quem for ler ele, se prepara porque ou você vai gostar muito e chorar muito. Ou pode  não ser a época dele, e não vai gostar. Mas não dê esse livro para alguém, simplesmente porque você não gostou. Esse livro vale a pena guardá-lo para ler em alguma outra época da sua vida. Ele pode não servir pra você agora, mas em algum momento ele vai te cativar. Assim como aconteceu comigo.

Comentem aqui o que acharam do livro quando vocês leram, e se também sentiram a falta da explicação da guerra que eu comentei.

Beijinhos e até a próxima 1f618

Editora Record revela a nova edição de comemoração 50º aniversário de “Cem Anos de Solidão”

Para comemorar o aniversário de “Cem Anos de Solidão”, a Editora Record lançou uma edição especial para o livro, prepara porque a edição está linda mesmo, e é mais uma que vai para a minha lista de desejados 2764

edicao50anoscemanosdesolidaogabrielgarciasmarquez
Edição de comemoração do 50º aniversário de “Cem Anos de Solidão”

Peguei algumas imagens da internet da edição espanhola, mais específicamente do site Geekness, pra mostrar um pouco da edição pra vocês.

CEM-ANOS-DE-SOLIDÃO-EDIÇÃO-50-ANOS-GEEKNESS-1

CEM-ANOS-DE-SOLIDÃO-EDIÇÃO-50-ANOS-GEEKNESS-4

CEM-ANOS-DE-SOLIDÃO-EDIÇÃO-50-ANOS-GEEKNESS-7

CEM-ANOS-DE-SOLIDÃO-EDIÇÃO-50-ANOS-GEEKNESS-10

CEM-ANOS-DE-SOLIDÃO-EDIÇÃO-50-ANOS-GEEKNESS-13

Fala se não tá linda essa edição, essas ilustrações estão simplesmente de deixar qualquer de queixo caído não é mesmo 1f60d

Já foram tantas edições desse livro, que nem sei viu, vou mostrar pra vocês algumas delas lançadas pela Record também.

livro-cem-anos-de-solidaoPrimeira publicação do livro saiu há 50 anos53042

Qual dessas edições antigas, pra vocês é a mais linda e completa até agora?

Beijinhos e até a próxima 1f618

[Alerta evento] Lançamento da edição de 40 anos de “A Hora da Estrela”

Preparaa, porque pra esse lançamento daquela edição linda de capa dura, que inclusive tem um post falando só sobre os lançamentos do mês da Editora Rocco, só vai ter dois lançamentos, e as cidades escolhidas foram Rio de Janeiro e São Paulo.

Já sabem né, confirmem a presença de vocês no evento do facebook, que eu vou colocar os links aqui embaixo pra vocês.

A edição está linda, e já está na minha lista de desejados 1f60d

Beijinhos e até a próxima 1f618

I Feira de Publicações Independentes no ABC

Você quer publicar um livro, e não sabe como?

Dia 20/05 vai acontecer a  Primeira Feira de Publicações Independentes.

Vai ter encontra de pequenas editoras/editores, quadrinistas, cartunistas, poetas, ilustradores, escritores.

Também vai bate-papo com escritores e poetas, e caricaturas ao vivo.

As atrações começam a partir das 13h e terminam as 19h nos dias 20 e 21 de maio.

Evento para todas idades, apareçam!

Confiram o time presente nos dias:
Manoel Gonçalves Manogon
Matheus Giopatto/Ronaldo Ventura
Omar Vinole
Edson Pelicer
Mario Mastrotti
Cesar Silva
Humberto Pessoa
Denis Ibanez
Opçes Art
Paulo Batista
Gilmar Machado
Luiz Carlos Fernandes
Fernando dos Santos
+1Coletivo
João Caetano Nascimento
Onézio Cruz
Goiânia Clandestina
Lexy Soares
Jorge de Barros
Rauda Graco
Bruno Paiva
Salseiro Arte
Ricardo Biserra
Bruna Ceregato
Enrique Aue
Erre Mays
Raimundo Guimarães
Marcos Venceslau
David Lee
Simone Marques
Alessandra Tapias
Ca Clandestina
César Mendes Costa/Editora Filoczar
Carlos Torres
Ricardo Escudeiro
Editora Patuá
Ana Paula Francotti
Danylo paulo
Daniel Carvalho
Flavia Muniz
Cledson Bauhaus
Projeto Chroma
Flavia Muniz
Comum A2
Patricia Rizka
Rosana Banharoli
Costelas Felinas

Clique no link do evento para confirmar presença, e ficar por dentro de tudo o que vai rolar.

Seguraaa que esse mês de Maio tá cheio de novidade!!!!

Beijinhos e até a  próxima 1f618

[Alerta evento] Virada Cultural: Dostoiévski

Para os que curtem Dostoiévski, olha esse evento em SP da Virada Cultural que bacana.

Esse ano a Virada Cultural do Centro de Pesquisa e Formação – Sesc em São Paulo terá como tema central a obra do escritor russo Fiodor Dostoiévski.

Teremos palestras, debates, leitura dramática e a apresentação musical do Quarteto Romanov.

Todas as atividades são gratuitas e a programação completa está disponível no link: http://bit.ly/ViradaDostoievski-CPF

OBS: Os ingressos para as atividades Leitura Dramática, Quarteto Romanov Rússia: música e literatura em diálogo serão distribuidos às 16h.

Esse evento vai ser agora dia 20/05, então confirmem presença no link do evento no Facebook para saber todas informações necessárias.

E se você sabe de alguém que curte, passe pra essa pessoa também, na fanpage do blog você consegue marcar os amigos.

Beijinhos e até a próxima 1f618

 

[Alerta evento] Lançamento Cadu e Mari da A. C. Meyer

A. C. Meyer está lançando mais um livro, dessa vez é o Cadu e Mari, vou contar a sinopse aqui pra vocês:

caduemariacmeyer

 

 

Título do livro: Cadu e Mari
Autor (a): A. C. Meyer
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Gênero: Romance, Literatura brasileira, Ficção
ISBN: 978-850-110-931-6

 

Sinopse: 

Mariana tem uma vida promissora. Trabalha numa revista de moda como assistente pessoal de Carlos Eduardo, o Cadu, diretor da revista Be. Tem um bom salário e sabe que tem muito a crescer em sua carreira.

Mas tem uma queda pelo chefe. Daquelas poderosas. Está completamente apaixonada, mesmo sabendo que nada, nunca, acontecerá entre os dois. Eles vivem em mundos diferentes, suas vidas estão destinadas a nunca se ligarem de forma romântica.

Até o momento em que Cadu se dá conta de que a sua assistente é muito, muito gata. Mari não é nada parecida com as modelos que ele está acostumado a namorar. No jeito de ser e, também, no corpo. Ela não é magérrima, alta, loira… Mari tem curvas, é uma mulher real. E, exatamente por isso, excepcional.

O amor entre os dois é avassalador. Cadu e Mari sentem que sempre pertenceram um ao outro. Que estão destinados a ficarem juntos, ter uma vida em comum.

Mas as dúvidas logo surgem. Cadu está preparado para confiar totalmente em alguém que vem de um mundo tão distinto do seu? E Mari, vai deixar o medo falar mais alto ou terá coragem de dividir sua realidade com o homem que ama?

Numa história cheia de romance, humor, música e as paisagens arrebatadoras do Rio de Janeiro, Cadu e Mari vão viver o maior amor de suas vidas. E terão de provar um ao outro que estão prontos para enfrentar o mundo e ficarem juntos.

E aí gostaram?

Então, se prepara para os lançamentos:

Por enquanto, só tem essas duas datas de lançamento do livro. Para vocês ficarem por dentro de tudo, curtam a página da autora clicando nesse link.

Beijinhos e até a próxima 1f618

[Resenha de livro] Doze Por Doze – Blog Nem Te Conto

20170516_105841

Título do livro: Doze Por Doze – 12 Escritores 12 Histórias
Autores: Karina Rocha, Mariana Cestari, Lucas Borges, Carolina Estrella, Yohana Sanfer, Vinicius Grossos, Bruna Fontes, Carine Raposo, Marianna Leão, Augusto Alvarenga, Thati Machado e Larissa Siriani.
Editora: Blog Nem Te Conto
Páginas: 328
Gênero: Ficção, Infanto-juvenil
ISBN: B019JLJAMY

Sinopse:

A chegada do ano novo traz consigo o desejo de renovação. Renovamos nossas esperanças, nossos desejos, nossas metas… E, ao início, não sabemos o que esperar do novo ciclo, mas e se… Pudéssemos medir a intensidade de um ano através de suas histórias? Essa é a proposta do “Doze por Doze”. Trazer variados contos, dos mais variados gêneros, para nos fazer enxergar quantas coisas incríveis podem acontecer no período de 12 meses; de 365 dias.

Resenha:

“E aprendi uma coisa nessa história: se você não consegue se imaginar feliz com outra pessoa, não espere. Não deixe o tempo passar. Não ache que terá outra chance. Porque o tempo passa e leva tudo, menos a saudade.

O amor é um milagre nesse mundo perdido e deformado. E no meu erro de deixar o tempo passar, acabei perdendo uma estrela.”

dozepordozenokindle

Doze Por Doze, são 12 contos de diferentes autores. Vai ser difícil citar apenas um que eu gostei, então vou falar no geral mesmo.

A minha versão do e-book desse livro, é bem antiga, tanto que não tem nem aquele modo de virar a página, é o antigão mesmo.

O que eu não entendo é porque os revisores de texto, quando a versão é em e-book, eles não dão tanta atenção assim aos erros. Tenta alguma vez, ler o mesmo livro em e-book, e na versão física pra vocês verem a diferença.

Por isso, eu já dou logo a dica, quando for lançar um livro, e você for lançar em e-book, não confie 100% no seu revisor de texto, leia de novo para ver se ele não deixou passar nada.

Tirando isso, eu gostei bastante das hisrórias, chorei com algumas também pra variar né, porque sou uma manteiga derretida.

Posso dizer que, algumas histórias eu queria que tive continuação, e soube que uma delas vai ter continuação sim, só não vou contar qual é, porque não sei se pode contar ainda.

Esse livro realmente você que tem filho com menos de 18 anos, é tranquilo pra ele ler. Dizem que quem é amante do livro Extraordinário, também vai gostar muito. Mas aí já não posso te dar tanta certeza, porque ainda não li Extraordinário.

Mas garanto que você vá gostar sim.

Então é isso por enquanto pessoal.

Beijinhos e até a próxima 1f618

 

[Resenha de livro] A Mais Pura Verdade – Dan Gemeinhart

Título do livro: A Mais Pura Verdade
Autor (a): Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Páginas: 221
Gênero: Drama, Aventura, Suspense
ISBN: 978-858-163-633-7

Sinopse:

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

Resenha:

“Como ajudar quando ajudar e ferir são a mesma coisa?”

O livro é narrado um capítulo por Mark, e por Jess (sua melhor amiga).

Pensa em uma pessoa que ficou com raiva, medo, e chorou no mesmo livro.

Certos momentos quiria brigar com Mark, por ele querer acabar com a vida dele, sendo que tem tanta gente lutando por uma vida. E também por ele ter arrastado com ele um cachorro, que não tinha nada a ver com essa ideia maluca dele, sabendo que os dois poderiam morrer.

Não pode uma pessoa que tem mesmo tendo 1% chance ainda de passar por um mais um câncer, querer acabar com a própria, não deixar ninguém ajudar.

Penso que se Deus deu esse “problema” pra você, é porque você é capaz de carregar até o final. Deus não dá nenhum problema, se a gente não for capaz de carregar. E, se Deus deu esse problema pra você, é para ensinar alguma coisa, seja pra você, ou para alguém muito próximo. Mesmo Ele tendo escolhido uma coisa tão forte assim.

Mas Mark, não foi capaz de lutar, e quis se entregar.

Além de tudo isso, Mark fez Jess prometer que ela não contaria a ninguém sobre esse plano macabro dele.

E Jess realmente não contou. Você como melhor amiga de uma pessoa que está querendo se matar, o que você faria?

Fica aí essa questão!